Amigos adjacentes

10 10 2010

Antes de mais nada, vamos a algumas considerações:

Como todos puderam perceber (ou não) o BQF esteve parado por vários meses. Durante esses meses vários acontecimentos acabaram mudando um bocado meu cotidiano, fazendo com que infelizmente eu acabasse deixando o blog recém-inaugurado de lado. Apesar disso, as ideias e a vontade de continuar postando não morreram!

Com isso, cá estou eu de volta e pretendo manter uma certa frequência de postagens, fazendo pelo menos uma por semana, então espero que hajam conteúdos relevantes para tal e o feedback seja positivo como nas postagens anteriores pois fiquei bastante satisfeito com os comentários de todos aqui, no MSN, Orkut, Twitter e afins…Alguns amigos até elogiaram pessoalmente e incentivaram a continuidade do blog, e isso foi demais!!!

Além de continuar com o BQF tenho outros projetos em mente que pretendo desenvolver assim que possível, então imagino que não faltará conteúdo!Hehe!
No mais, sintam-se à vontade, para criticar, opinar e sugerir conteúdo ou ideias para o site, tudo será bem-vindo!!!

Bem, já me estendi demais, então vamos ao post neste 10/10/2010 (juro que não foi programado), espero que gostem!!!

Era apenas mais um dia de semana no qual Mr. C e eu resolvemos mais uma vez praticar nosso espírito de gordo (será necessário um artigo sobre isso?) numa lanchonete recém-descoberta por ele…Que ocasião melhor para praticar sua gordice do que experimentar novos lanches em novas lanchonetes!?

Pulando o momento orgia gastronômica que fizemos questão de estender o máximo possível nos aproveitando do infinite refil de refri pelo qual pagamos (ou seja, não era Burguer King) regados à uma boa conversa entre amigos, resolvi fazer a saidera com uma long neck de Devassa para experimentar, o que já foi suficiente para me deixar mais animado. Então nos dirigimos ao ponto de ônibus…

Assim que pegamos o ônibus lotado damos de cara com uma velha amiga dos tempos de ensino médio, Lady K, que após conseguir se sentar continuou conversando desconfortavelmente comigo pois fiquei atrás da cadeira dela fazendo com que precisasse virar o pescoço torcicolamente para falar comigo enquanto Mr. C acabou ficando mais distante.

Em dado momento comento com ela que outro amigo, Mr. S, está trabalhando numa empresa estrangeira. Lady K sem pensar duas vezes saca seu celular e começa a telefonar para Mr. S…Neste momento olhei desconcertado para o Mr. C que confirmou a informação:

…INSIRA UMA PAUSA DRAMÁTICA AQUI…

– SOMOS AMIGOS ADJACENTES.

Antes de explicar o que viria a ser um amigo adjacente, vamos às definições das palavras que compõem o termo para podermos entender essa interação social tão peculiar, a amizade adjacente:

Amigo, a.mi.go, masculino
pessoa à qual se tem amizade ou afeição
pessoa de relações próximas e afetivas
(Em desuso) namorado
companheiro
(Em desuso) amante, amásio, concubino

Adjacente, ad.ja.cen.te comum aos dois gêneros ( Datação: 1552; )
que está contíguo, junto, próximo
ao lado
(Geometria) diz-se de ângulos consecutivos cuja união constitui o semiplano

FONTE: http://pt.wiktionary.org

Ao contrário do que se pode pensar o amigo adjacente não é aquele que está recebendo a atenção, e sim aquele que simplesmente perde a atenção que estava recebendo para se tornar adjacente quase que no sentido geométrico ao amigo(a) que passa a dar atenção ao amigo de maior grau de importância e/ou maior interesse momentâneo.

Esse era eu naquele momento esperando a Lady K encerrar sua ligação para confirmação de veracidade das minhas informações com o Mr. S, vejam só o que a adjacência causa!!!HAHA!!!

Após muitas risadas minhas e do Mr. C ao constatar que tínhamos nos tornado adjacentes, a Lady K encerrou a ligação e comunicamos a ela que havíamos percebido o tom de adjacência daquela interação social. Ela, não admitindo, diz que estávamos a difamando, sendo que o difamado que passou por mentiroso ali havia sido ninguém menos do que eu!!!

Posso dizer que já vi diversos casos de adjacências de amigos, mas teve um que me chamou a atenção em especial: uma moça estava conversando com um rapaz no ônibus e de repente chegou outro e ela desviou toda a sua atenção e iniciou um conversa com este, sendo que o outro ao perceber continuou balbuciando algumas coisas e ela nem olhava pra cara dele, que era de tacho…HAHAHA!!!

Então amiguinhos, a lição que fica é a seguinte:
“Tome muito cuidado para não ser um(a) amigo(a) adjacente e jamais transforme um(a) amigo(a) em adjacente pois isso é muito desagradável.”

Não deixem este post adjacente aos outros, comentem esta merda!

Anúncios